Enviado por em 8 de agosto de 2017

comendo minha irmã magrinha safada e muito gostosa


alisando a bunda gostosa da irma novinha safadaEstava de bobeira em casa quando ouvi alguns gemidos vindos do quarto de minha irmã loira novinha, então eu fiquei curioso e furtivamente deparei-me com ela pelada e toda arreganhada com as pernas presas em sua cama, fodendo sua buceta apertada com um grande vibrador rosa.

Ela parecia tão excitada se masturbando assim. A danadinha pensava que estavaa sozinha em casa, então gritava bem alto com todo o ar de seus pulmões enquanto se masturbava,e nem sequer se preocupou em fechar a porta do quarto.

Depois que a putinha gozou, ela adormeceu, mas meu pênis já estava duro como uma pedra, então eu fui até a cama e acordei a danadinha! Eu acaricia suavemente os ombros e as costas ao beijá-la gentilmente, e eu posso dizer que pelo jeito que seu corpo se torcia quando ela aperta os lençóis que ela ainda estava cheia de tesão. Eu acaricio sua bunda pequena e durinha e ela simplesmente me deixa fazer o que eu quero. Tenho certeza de que ela sabe que eu estava observando sua siririca e ela rebola sua bunda redondinha e durinha reagindo às minhas carícias, deixando-me saber o quanto ela está gostando.

Uma bundinha tão perfeita, redondinha. Eu desci e deixei minha mão mergulhar entre suas pernas, encontrando uma boceta perfeitamente lisa e umida. Eu deixei meus dedos provocar sua racha por um segundo e observava a reação dela.

Ela se vira e me diz para não contar a mamãe e papai sobre isso, colocando a mão sobre o meu pau latejante depois que eu me desnudei ao lado dela. Ela acaricia-o meu pau com a mão macia e eu deslizo-a dentro de sua bucetinha molhada, quase sem esforço. Eu nem começo a foder ela, eu simplesmente fico quieto e ela empurra seu traseiro gostoso para trás contra meu pênis pulsando de prazer.

Levanto a perna dela para cima e começo a socar sua xota apertada enquanto ela geme e grunhe cheia de prazer. Eu começo a empurrar gentilmente em sua pequena boceta, ela então me aproxima da minha bunda e começa a puxar-me mais fundo em sua xoxota. Eu pego seus lindos seios redondos em minhas mãos e sinto seus mamilos rígidos com as pontas dos dedos e ela tem esse sorriso sujo em seu rosto quando eu fodo-a, esfregando sua boceta.

A minha irmãzinha me pede para me ajoelhar ao lado da cama, para que ela possa se ajoelhar no chão, sugando e acariciando minha piroca.

Eu deito de costas e ela sobe em cima de mim, empurrando o meu pau gordo dentro de sua vagina rosada e começa a foder comigo, movendo seu corpo para cima e para baixo no meu pênis, ofegante e gemendo.

Sua doce buceta está apertando meu pau enquanto rebola e quica nele e tão quente! Ela virou-se e continua rebolando de costas espalhando-se com as pernas para que eu possa terminá-la com o sexo missionário.

Sua bucetinha é tão gostosa que eu simplesmente não resisto mais e acabo gozando dentro de sua xoxota pequena. Eu mantenho meu pênis dentro da minha irmã e eu sinto seus espasmos sabendo que ela gozava repetidamente.

Veja Agora a historia resumida em fotos do vídeo porno

comendo minha irmã magrinha8

 

 

comendo minha irmã magrinha11

comendo minha irmã magrinha12

comendo minha irmã magrinha13

comendo minha irmã magrinha14

comendo minha irmã magrinha15

comendo minha irmã magrinha16

comendo minha irmã magrinha17

comendo minha irmã magrinha18

comendo minha irmã magrinha19

comendo minha irmã magrinha20

comendo minha irmã magrinha21

comendo minha irmã magrinha22

comendo minha irmã magrinha23

comendo minha irmã magrinha24

comendo minha irmã magrinha25

comendo minha irmã magrinha26

comendo minha irmã magrinha27

comendo minha irmã magrinha28

comendo minha irmã magrinha29

comendo minha irmã magrinha30